MSN

domingo, 24 de abril de 2011

Paz do Senhor Jesus, meus amados irmãos e amigos!

Hoje, domingo, dia único por ser 24 de Abril de 2011,dia que não volta mais, que está findando.

Refletindo por um instante sobre este dia, resolvi postar aqui uma Palavra da Parte de Deus para nossa vida. A Palavra do Senhor nos diz que tudo passa, que nada trouxemos para este mundo e que nada iremos levar dele (1 Timóteo 6:7). O que me faz refletir é que, o que vale apena o que aqui fazemos, pra quem fazemos, porque fazer? Bom.., se para Deus fazemos vale apena fazer, e se para o homem quero eu fazer como para o Senhor.

“E tudo quanto fizerdes, fazei-o de todo o coração, como ao Senhor, e não aos homens,” (Colossenses 3:23). Mas, porque? Porque certamente iremos prestar contas a Deus das nossas obras. “O que é, já foi; e o que há de ser, também já foi; e Deus pede conta do que passou.” (Eclesiastes 3:15). Muitas vezes não somos reconhecidos pelo nossos esforços aos olhos dos homens, mas tenho certeza que aos olhos de Deus teremos o devido reconhecimento e recompensa, Ele sabe tudo. No findar da nossa vida aqui, sei e bem tenho certeza que estaremos diante de Deus, fico imaginando como será aquele momento que lá estiver-mos. Pensando assim, procurarei fazer mais para o Senhor, renunciando a mim mesma, fazendo tudo como para Deus que tudo ver. Peço a todos que me ajudem em oração e não me deixem sozinha, está aqui uma enquete que gostaria que votassem. Desde já desejo a todos uma ótima semana na presença de Deus. Abraço, com carinho, Simone.

domingo, 20 de março de 2011

Amigos, aqui estou compartilhando com vocês algumas imagens (artes com mensagens Bíblicas), para evangelizarmos. Fiquem a vontade para copiar e colar, vamos obdecer o mandamento do Senhor, "íde e pregai a toda criatura"! Por meio da internet temos essa oportunidade de evangelizar o mundo, então não temos justificativas de dizer a Deus que não deu..ok? Cliquem na foto abaixo e você será direcionado:

terça-feira, 15 de março de 2011

A Paz, amados amigos e irmãos em Cristo!

Quero aqui compartilhar com vocês algumas mensagens em mp3, para vocês baixarem e escutarem. São mensagens da parte de Deus para nossa vida, tenho escutado e tenho sido edificada com essas mensagens e quero compartilhar com vocês. Façam o Download, cliquem nos links abaixo, vocês serão direcionados ao 4 Shared, vocês podem escutar lá, ou baixar para o computador clicando em download now, depois de alguns segundos aparecerá o link, só é clicar e o download será iniciado. As mensagens estão organizadas em Tema, só é clicar. Dúvidas? Fale comigo.

Até que nada mais importe
Escapa-te por tua vida
O verdadeiro amigo
Nada trouxemos
Resistindo ao diabo
Os conflitos da carne e o Espírito

quarta-feira, 2 de fevereiro de 2011




A Fidelidade de DEUS

Um equívoco comum é o pensamento de que ser fiel a Deus nos deixa isentos de problemas.

Ao falar lembro-me daquelas propagandas de creme dental que mostram o “escudo invisível” contra as cáries. Tem muito crente por aí achando que ser fiel a Deus cria uma “barreira” contra o mal. Se acontece algo ruim, ele logo pensa: “o que será que eu fiz de errado?”

“Tenho-vos dito isso, que em mim tenhais paz; no mundo tereis aflições, mas tende bom ânimo, eu venci o mundo.” João 16:33.

Nesta passagem do evangelho de João o Senhor Jesus nos dá importantes informações, resumidas em quatro afirmações:

1) Quando estamos com Jesus temos paz
2) No mundo há aflições
3) Enquanto aqui estivermos temos de manter o bom ânimo
4) Jesus já venceu o mundo por todos nós que cremos nEle.

PAZ EM JESUS:
Quando estamos inquietos, com medo, ansiosos, tristes, com a cabeça confusa, indecisos, certamente estamos longe de Jesus, ou seja, a nossa confiança na Palavra está muito pequena, o que abre campo para o nosso inimigo operar e multiplicar os problemas.
Sem paz a nossa comunhão com o Senhor é drasticamente afetada e acabamos sendo prejudicados por isso.

AS AFLIÇÕES NO MUNDO:
Não adianta pensar que o mundo é um “mar de rosas”, porque não é. Os problemas e dificuldades existem. Também não adianta orar a Deus pedindo para não ter problemas.
Certa feita, um famoso pregador recebeu um pedido para que orasse por uma pessoa. Ela queria que o pastor orasse para que ela nunca mais tivesse nenhuma dificuldade. Prontamente o homem de Deus colocou a mão em sua cabeça e disse “Senhor, eu venho a ti pedir que ela morra...” A pessoa bruscamente interrompeu o pedido e disse “não, o senhor está enganado, não quero morrer !” então o pregador disse: “vida sem problemas é só quando estiver na eternidade.” Portanto, enquanto aqui estivermos haverá lutas e desafios, somente na eternidade com o Senhor é que haverá isenção completa de tribulações.
O mundo jaz no maligno “Sabemos que somos de Deus, e que todo o mundo está no maligno.” 1 João 5:19 e precisamos ficar atentos contra as investidas satânicas enquanto estivermos no mundo. “Sede sóbrios; vigiai; porque o diabo, vosso adversário, anda em derredor, bramando como leão, buscando a quem possa tragar” 1 Pedro 5:8

O BOM ÂNIMO:
A nossa atitude espiritual e prática frente aos problemas que se levantam é que faz a diferença. Aquele que se deixa abater e fica com medo da má notícia, já deu pontos para o maligno e perdeu força para vencer.
Mas como ter bom ânimo quando tudo parece perdido?
Combatendo contra o mal que insiste em atormentar, combatendo o bom combate da fé. “Combati o bom combate, acabei a carreira, guardei a fé.; “Mas o Senhor assistiu-me e fortaleceu-me, para que por mim fosse cumprida a pregação, e todos os gentios a ouvissem; e fiquei livre da boca do leão. E o SENHOR me livrará de toda a má obra, e guardar-me-á para o seu reino celestial; a quem seja glória para todo o sempre. Amém.” 2 Timoteo 4:7;17 e 18
Use tudo aquilo que você já sabe que a Palavra de Deus diz sobre o problema em questão.

Se expresse como a Palavra fala e você vai sair muito forte.

Não tenha medo quando você recebe uma má notícia. A Palavra também diz que é Deus que nos socorre “de onde vem o meu socorro. O meu socorro vem do SENHOR que fez o céu e a terra.” Salmo 121:1b e 2. e que os problemas podem ser muitos e graves, mas que o Senhor nos livra de todos. “Muitas são as aflições do justo, mas o SENHOR o livra de todas.” Salmo 34:19

Não adianta ter “fé mental”, ou seja, tentar convencer-se mentalmente de que a Palavra é a Verdade e sair por aí repetindo-A feito um papagaio. É preciso crer de todo o seu coração no que o Pai diz a você através da Palavra. Porque a fé nos vem quando ouvimos a Palavra de Deus. “De sorte que a fé é pelo ouvir, e o ouvir pela palavra de Deus.” Romanos 10:17

A Palavra de Deus é o nosso “escudo invisível” contra qualquer ação maligna que teima em nos rondar.

Percebe que não crê? Então faça como o pai do menino descrito em Marcos Capítulo 9 versículos de 14 a 24: peça ao Senhor para te ajudar na tua incredulidade. Diga que você quer crer na Palavra, mas que não está conseguindo. E o Senhor vai te conceder o teu pedido.

Aprenda a falar e a agir como diz a Palavra de Deus e você sentirá que o ânimo, a força e a vitória estão com você.

Não é necessário que você seja um catedrático no conhecimento da Bíblia, saiba: aquilo que você conhece já é o suficiente para resolver a sua questão.

O 2º livro das Crônicas no capítulo 32 narra a história do rei Ezequias, que mesmo depois de ter sido fiel a Deus sofreu um brutal ataque do rei Senaqueribe da Assíria que vinha para tomar-lhe a cidade. Fidelidade a Deus não nos deixa imunes das investidas malignas, mas as nossas atitudes serão de sabedoria para superar a situação que nos assola.

No versículo 7 e 8 temos exemplo da atitude de um verdadeiro guerreiro de Deus “Esforçai-vos e tende bom ânimo; não temais, nem vos espanteis, por causa do rei da Assíria, nem por causa de toda a multidão que está com ele, porque há um maior conosco do que com ele. Com ele está o braço de carne, mas conosco o Senhor nosso Deus, para nos ajudar e para guerrear as nossas guerras.” Ezequias continuou olhando para Deus e proferiu as palavras da sua confiança. Quem maior do que Deus para lutar por nós?

No final do versículo 8 vemos o efeito das palavras proferidas pelo rei sobre o povo: “E o povo descansou nas palavras de Ezequias rei de Judá.”

As atitudes dos que crêem em Deus acalmam as pessoas ao redor, as suas palavras trazem paz e confiança porque estão em harmonia com o Evangelho de Cristo, que é paz. Como tem sido as suas palavras na hora do aperto? “Quão formosos os pés dos que anunciam o evangelho de paz; dos que trazem alegres novas de boas coisas.” Romanos 10:15

Lembre-se de um ponto muito importante para qualquer dificuldade que estiver enfrentando: tudo o que você fala em oração tem que estar fundamentado e em harmonia com a Palavra de Deus. É desta forma que o Pai opera.

JESUS JÁ CONQUISTOU A VITÓRIA PARA TODOS NÓS:
Portanto, nada de pedir a cura, porque a Palavra não diz para que façamos isso. A Palavra diz que em Isaías 53:4 e 5 que nós já fomos curados pelo sacrifício de Jesus na cruz.

O modo eficaz é colocar em oração tudo o que você já sabe, ou seja, “Senhor, eu creio no que está escrito na Tua Palavra, por isso eu não aceito essa dor, esse sintoma, essa doença, porque a Tua Palavra é a verdade e Ela diz que eu já fui curada pelas feridas de Jesus Cristo”.

Agindo assim, ou seja, orando de acordo com o que Deus diz na Bíblia, você coloca o poder de Deus em ação porque usou a Sua Palavra e conquista a paz ficando livre do que está te atormentando.

Importante: sua luta não é contra nenhuma pessoa, sua batalha é no campo espiritual “Porque não temos que lutar contra a carne e o sangue, mas, sim, contra os principados, contra as potestades, contra os príncipes das trevas deste século, contra as hostes espirituais da maldade, nos lugares celestiais.” Efésios 6:12 e a arma para você vencer tudo está na fé depositada na Palavra de Deus que você fala no combate espiritual. “Estai, pois, firmes, tendo cingidos os vossos lombos com a verdade, e vestida a couraça da justiça; E calçados os pés na preparação do evangelho da paz; Tomando sobretudo o escudo da fé, com o qual podereis apagar todos os dardos inflamados do maligno. Tomai também o capacete da salvação, e a espada do Espírito, que é a palavra de Deus” Efésios 6:14 a 17

Seja qual for a questão mantenha firme em você a certeza de que Jesus já venceu o mundo por nós. Ele não disse que ainda venceria, não! Jesus disse que já venceu e por isso você já é vencedor!

Então que diferença há entre ser ou não fiel a Deus se a luta, o problema, a dificuldade vem para todos?

A grande diferença de ser fiel a Deus é a certeza absoluta da vitória frente às dificuldades. Em Jesus temos paz e vencemos para a honra e glória de Deus!

Fidelidade é obrigação do cristão e não é prevenção contra as investidas malignas. Quem está no mundo está sujeito a elas. Mas, logicamente, a atitude do fiel a Deus frente ao problema faz toda a diferença e o faz triunfar.

Fidelidade não é garantia de não sofrer ataques do mal, mas fidelidade é a certeza de vitória contra todos eles.

São os meus votos,


Em Nome de Jesus.

terça-feira, 11 de janeiro de 2011


CONFIA NO SENHOR
Alejandro Bullón


“Confia no Senhor de todo o teu coração e não te estribes no teu próprio entendimento.” (Proverbios 3:5)

Vivemos em um mundo de engano e mentira. A propaganda promete maravilhas em letras garrafais e esconde a verdade em letras miúdas. Existe gente cujo instrumento de trabalho é a esperteza usada para explorar a confiança das pessoas. A fraude é parte dos negócios. Cobra-se o máximo e entrega-se o mínimo. Disfarça-se, esconde-se a verdade. Pinta-se o que é velho e vende-se como novo.

Diante desse quadro, não é estranho achar que todo mundo mente. A confiança é um produto em extinção e, para muita gente, torna-se difícil aceitar a existência de Deus como verdade, vivendo numa cultura fraudulenta.

No entanto, o conselho de Salomão é: “Confia no Senhor” (Pv 3:5). Esse é um convite ao convívio com Deus. Para você confiar em alguém, precisa conhecê-lo, e para conhecer uma pessoa é preciso conviver com ela.

Como se convive com Deus? Separando tempo todos os dias para cultivar o companheirismo com Ele através da oração e do estudo da Bíblia. É preciso disciplina para isso, porque a natureza humana não gosta do companheirismo com Deus. É independente, deleita-se em tomar suas próprias decisões e “estribar-se no seu próprio entendimento.” “Eu acho”, “eu penso”, “eu creio”, são expressões frequentes da natureza humana. Portanto, separar um tempo diário para comungar com Deus requer esforço. Você sabe que nada que valha nesta vida se consegue sem esforço.

Quanto mais você cultivar o companheirismo diário com Jesus, tanto mais você aprenderá a confiar nEle. Permita que Ele participe de suas decisões e ações. O resultado será uma vida de alegria, satisfação e paz, mesmo em meio às dificuldades e provações.

Se você estiver lendo esta meditação antes de começar o dia, já é um bom ponto de partida para sentir que Jesus estará ao seu lado ao longo desta nova jornada. Confie no Senhor. Ele nunca falha. Os céus e a terra podem passar. Palavras e promessas humanas podem ir e vir, mas as promessas divinas permanecem para sempre. Portanto: “Confia no Senhor de todo o teu coração e não te estribes no teu próprio entendimento.”

segunda-feira, 6 de dezembro de 2010



Mil vezes não!

Já notou que você pode dizer "não" mil vezes, mas todos esses "nãos" podem ser cancelados por um "sim"? "Não, não pode comer um biscoito, não pode comer um biscoito, não pode comer um biscoito! Está bem, pode!" O biscoito será comido! Para conceder e falhar, você não precisa dizer sim tantas vezes quanto tem que dizer não para ficar firme e conseguir.

Mil "nãos" à fornicação apagam-se com um sim que rouba a virtude e a virgindade de alguém. Mil "nãos" ao adultério são varridos por um sim que destrói família, lar e alma. Mil "nãos" a drogas são apagados com um sim que abre a porta a todos os tipos de destruição e excesso. Mil "nãos" a roubar são esquecidos com um sim no nosso prontuário quando nos apresentamos diante da lei. Mil "nãos" a pornografia são sobrepujados por um sim que grava imagens indestrutíveis na mente. Aplica-se a todos os pecados.

Conquanto seja verdade que o perdão em Cristo é disponível por toda a decisão pecaminosa de dizer "sim" que tomemos, isto não pode ser visto como licença para tomar essa decisão errada nem ao menos uma vez. Somos chamados para morrer completamente para o pecado (Romanos 6). Ele não pode ter parte em nós, nem nós nele.

Os pais freqüentemente se cansam da pergunta "Posso comer um biscoito?" e acabam concedendo um "sim". As crianças sabem disto. Cansamo-nos de dizer “não” e parecer diferentes dos outros. Cansamo-nos de nossa resposta "não" causar abstinência de atividades que parecem agradáveis e divertidas. Cansamo-nos de sempre ser aquele que diz não. Com o tempo, o pecado nos persegue até o ponto em que finalmente desejamos dizer, "Está bem, pode só esta vez". Quanto Deus espera que resistamos? Quantas vezes mais deveremos dizer não?

O escritor de Hebreus nos recorda que,“na vossa luta contra o pecado, ainda não tendes resistido até ao sangue” (Hebreus 12:4). Não estamos apenas falando de dizer não até o ponto de alienação e perda de algum prazer da vida.“Resistir até o sangue lutando contra o pecado”significa dizer não ao pecado até que ele nos mate! Isso significa mil vezes não ao pecado que nos tenta por dentro e por fora. E quando tivermos dito "não" mil vezes é hora de dizer mil e uma vezes, e mais!

terça-feira, 17 de agosto de 2010

Conhecendo nosso inimigo
Tipo: Esboços e estudos bíblicos / Autor: Pr. Ricardo Ribeiro

"O Antigo Testamento relata grandes batalhas e jornadas do povo de Israel. Todos estes relatos trazem-nos profundos ensinamentos que devem ser executados em batalha espiritual.

"Enviou-os, pois, Moisés a espiar: a terra de Canaã, e disse-lhes: Subi por aqui para o Negebe, e penetrai nas montanhas; e vede a terra, que tal é; e o povo que nela habita, se é forte ou fraco, se pouco ou muito; que tal é a terra em que habita, se boa ou má; que tais são as cidades em que habita, se arraiais ou fortalezas; e que tal é a terra, se gorda ou magra; se nela há árvores, ou não; e esforçai-vos, e tomai do fruto da terra. Ora, a estação era a das uvas temporãs." (Nm 13.17-20)

Doze espias foram enviados por Moisés para reconhecer a terra, por orientação do Senhor (Nm 3.2). Deus sabia exatamente o que esperava pelo povo, na terra prometida. Haviam pela frente muitos gigantes, povos bárbaros, porém para a grande conquista era necessário também uma grande luta. O povo não deveria temer, pois a guerra era de Deus, o próprio Senhor garantiria o povo, mesmo assim Deus ordena que se enviem espias para reconhecer a terra.
Para entrar em batalha, o povo precisou reconhecer exatamente quais seriam os tipos de ameaçar que deveriam enfrentar:

Qual a qualidade da terra a ser tomada (que tal é)
Qual o povo que habitava na terra e suas características como guerreiros (se eram fortes ou fracos)
A quantidade (pouco ou muito)
A qualidade da terra de habitação do adversário
Se os adversários habitavam em arraiais ou em fortalezas
Se a terra é fértil ou não (Se há árvores ou não)

O reconhecimento antes da batalha é uma prática extremamente necessária e essencial. Muitos crentes estão entrando em batalhas espirituais sem conhecer seus inimigos e suas armas. Satanás é astuto, e usa de astutas ciladas.
Devemos conhecer sobre o nosso inimigo. Estudar sobre sua natureza, seus métodos, armadilhas. Quais são seus “poderes”, e até onde vai sua força. Se não conhecermos nosso inimigo, nos tornaremos alvos fáceis para os dardos inflamados do maligno.
É bem verdade que muitos líderes não ensinam a igreja sobre este importante assunto, sob o argumento que “não perdem tempo falando do diabo”, ou que “o diabo não deve aparecer”. A questão não é essa.
Como dizia o cantor Raul Seixas: “o diabo nasceu há 10.000 anos atrás”. Os demônios são especialistas em tudo o que você pode imaginar. Eles acompanham o homem há centenas de gerações.
Eu diria que eles são especialistas em antropologia, geografia, história, sociologia, psicologia, etc. Sabem tudo sobre o homem, sabem tudo sobre você. Conheça também sobre ele, e Deus te usará como um soldado classificado para esta batalha.

NÃO SUBESTIME SEU ADVERSÁRIO

Um dos grandes ensinamentos que qualquer militar aprende é: Não subestime o inimigo. Na segunda guerra mundial, um do motivo de grande desgraça aos norte-americanos foi subestimar os vietnamitas, crendo na sua ineficiência por seu humilde armamento.
Mesmo sem um bom arsenal, os soldados vietnamitas usaram de inteligentes estratégias (astutas ciladas), e se escondendo por túneis e buracos, conseguiram durante muito tempo resistir aos ataques de seus opressores.

Deixe-me relatar dois fatos, verídicos:

Caso 1:
“Um certo ministro de libertação era usado com grande poder e autoridade na batalha espiritual. Um certo dia, ao expulsar um demônio, o inimigo olhou para ele e disse: me aguarde, eu ainda te pego. E saiu.
Meses depois, este ministro estava na rua, e uma jovem o pediu informações... conversa vai; conversa vem; quando se viu estavam entrelaçados em um hotel. O ministro distraiu, deu brecha. Em determinado momento, ao beijar a jovem, ela mordeu metade de sua língua, arrancando-a. No mesmo instante, ela olhou para ele com voz trêmula e disse: EU NÃO DISSE QUE TE PEGARIA!”

Caso 2:
“Certa vez, em uma igreja, um pastor, durante uma libertação, permitiu que o demônio falasse. Então o demônio disse: - Você, pastor, é um adúltero! Estava com uma prostituta ontem, às dez da noite e mentiu pra sua mulher que o carro tinha quebrado. Realmente no dia anterior, esse pastor estava voltando de uma cidade onde havia ministrado a Palavra de Deus onde muitas pessoas haviam sido tocadas pelo Senhor, aceitando-o como Salvador de suas almas. O demônio ficou muito irritado pelo sucesso do pastor e fez com que seu carro “apagasse” no meio da estrada, às 22:00h, quando ele ia voltando para sua casa. O pastor, sem vigiar, ficou irritado e esqueceu de orar repreendendo a ação de Satanás sobre a sua vida, o que faria o carro pegar imediatamente, e ficou tentando solucionar o problema com suas próprias mãos. Chegando em casa uma hora depois do horário previsto, contou a sua esposa o ocorrido. Quando o demônio falou aquilo no culto, acendeu-se a ira da esposa, porque realmente era aquilo que ela pensava (porque o inimigo havia implantado esse pensamento na sua mente). Resultado: o pastor foi afastado da igreja, a sua esposa pediu o divórcio. Tudo por causa de um demônio de terceira categoria, porém esperto, que soube aproveitar as falhas dessas pessoas.”

Satanás e os demônios são nossos piores inimigos. Você pode crer que eles são fracos, e que são submissos à autoridade do nome de Jesus. Eles podem até correr quando olham para você, devido a unção que Deus colocar sobre sua vida, mas não distraia, não subestime.
Nosso inimigo não tem pressa, ele não tem tempo para acabar com sua vida e ministério. Entenda que ele anda ao nosso derredor, esperando uma oportunidade para tragar-nos. Na maioria das vezes, o pecado abre esta oportunidade, e como você sabe “todos pecaram”.
Para trabalhar em libertação, precisamos saber que estamos envolvidos com uma grande responsabilidade, e manter-nos vigilantes, atentos, para que não caiamos em ciladas do maligno."